SALAMANCA (Espanha) - Fachada da Catedral.

SALAMANCA (Espanha) - Fachada da Catedral.

A fachada principal é muito profusa em detalhes em que se destacam as principais cenas do Nascimento e da Epifania. No alto vê-se Cristo crucificado, flanqueado pelas figuras de Pedro e Paulo.

ÁVILA (Espanha): Catedral do Salvador.

ÁVILA (Espanha): Catedral do Salvador.

A Catedral do Salvador de Ávila é considerada como a primeira catedral gótica da Espanha.
Tem influências francesas e certa semelhança com a Basílica de Saint-Denis, a primeira igreja gótica.
Foi projetada como fortaleza e como templo, sendo sua abside um dos cubos da muralha.
Não se sabe, com precisão, quando foi começada a construção. Uns apontam para 1091, por cima das ruínas da igreja de S. Salvador, destruída pelos ataques muçulmanos, outros apontam apenas para o século XII. Sabe-se que o autor da abside foi Fruchel.

SEGÓVIA (Espanha): Igreja de San Andrés.

SEGÓVIA (Espanha): Igreja de San Andrés.

A igreja de San Andrés encontra-se situada no centro histórico de Segóvia, próxima da catedral. É uma igreja românica do século XII que possui uma impressionante fachada e na qual sobressaem a sua torre mudéjar, de quatro pisos em ladrilho, e as absides junto a ela. É assim no exterior que se concentram os seus elementos mais interessantes.

BAIONA (Espanha): Igreja de Santa Maria de Baiona.

BAIONA (Espanha): Igreja de Santa Maria de Baiona.

De aspecto fortificado e estilo românico de transição, a Igreja de Santa María de Baiona construiu-se no século XIII e foi considerada Colegiata desde 1482 a 1850.
Está dividida em três naves, com os seus correspondentes pórticos rectangulares. A nave principal lembra o estilo cisterciense do mosteiro de Santa María de Oia. Dois pilares envolvem a porta da fachada, formada por três pares de colunas, tímpano liso e espirais. As janelas são românicas e possui na fachada uma bonita rosácea românica. Em 1841 deslocaram para o átrio vários cruzeiros de diferentes estilos dispersos pelas ruas da vila.

Catedral de Santiago de Compostela

Santiago de Compostela (Espanha): Catedral

A catedral da cidade espanhola de Santiago de Compostela fundada no período medieval é conhecida por toda a Cristandade europeia como um local de peregrinação onde se encontra sepultado o apóstolo Santiago. Desde os tempos da sua fundação, antes do ano Mil, o santuário originou uma peregrinação anual mantida ainda nos nossos dias, em torno da visita das relíquias do apóstolo.
A sua fundação ter-se-á dado no século IX, embora o edifício românico só se tenha começado a construir no século XI(1075), tendo as obras sido prolongadas até ao século XII (1168). Registaram-se depois, nos séculos séculos XVI-XVIII, intervenções na igreja, daí a sua fachada barroca actual.
Com as torres barrocas gémeas elevando-se sobre a cidade, este monumento a Santiago é uma visão majestosa, digna de um dos maiores santuários da cristandade.

Subscribe to Arte Medieval